6 passos para completar o seu plano de negócios

Qual é a importância de um plano de negócios?

Um objetivo sem um plano é apenas um desejo!

Antoine de Saint-Exupéry

Apanhamo-lo! Você pesquisou no Google “preciso de um plano de negócios?” Bem, você pode viver sem um, mas será que vai administrar os seus negócios da melhor maneira possível? De acordo com várias pesquisas feitas ao longo dos últimos anos, os planos de negócio afetam positivamente o desempenho da empresa.

O plano de negócios é o seu negócio!

De acordo com o empreendedor Rob Adams, o seu plano de negócios é ainda mais importante do que ter um produto ou serviço melhor do que os seus concorrentes!

Sabia que mais de 20% das empresas falham no primeiro ano e mais de 50% não chegam ao quinto ano (Bureau of Labor Statistics, 2021)? Um dos motivos é precisamente porque não têm um plano de negócios.

Motivos pelos quais as empresas falham

Principais razões pelas quais as empresas falham.

Não se deixe intimidar pelas estatísticas desanimadoras. Veja o seu plano de negócios como:

  • Uma motivação para manter os seus objetivos
  • A chave para encontrar e mostrar plenamente o seu potencial
  • Uma introdução à sua empresa para futuros parceiros e funcionários
  • Uma proposta que você mostra aos investidores
  • Uma oportunidade para adoção rápida no mercado

Claro e direto

Você leria a trilogia O Senhor dos Anéis mais do que uma vez? Talvez se você for um grande fã até já tenha relido todos os livros, mas a grande maioria das pessoas procura histórias mais curtas.

Tenha isso em mente e não transforme o seu plano de negócios numa bíblia que acabará esquecida numa estante ou gaveta.

Quanto mais simples e conciso você mantiver o plano, mais fácil será modificá-lo e adaptá-lo à dinâmica do mercado. Uma perspetiva curta (6 meses – 1 ano) apresentada em 10 páginas é mais realista e mais facilmente será lida. E o melhor de tudo? Você só precisa concluir 6 etapas para redigir a sua versão.

Plano B para todos

Antes de mergulhar nas diretrizes abaixo, respire fundo e deixe a calculadora e as dúvidas de lado, pois para já não importa se você cria o plano de negócios para você ou para investidores. Lembre-se: cada negócio é diferente e, por isso, cada plano de negócios será distinto. Não há certo ou errado, apenas uma estrutura com itens obrigatórios. Nas seções a seguir, você encontrará os principais ingredientes para um plano de negócios exímio.

Plano de 6 etapas

Clique no botão abaixo para baixar o modelo de plano de negócios e comece já a escrever as suas anotações, à medida que avançamos para as próximas etapas.

Recomendamos começar com os capítulos 2-6 e voltar ao sumário executivo mais tarde. Os investidores gostam de ver este resumo no topo, por isso veja-o como o seu grande passo (de vendas), a azeitona em seu martini. Qualquer pessoa que estiver interessada em fazer negócios com você irá querer provar a azeitona, certo?

1) Sumário executivo

Para quê?

Trata-se de uma afirmação para você, a sua equipa e o seu negócio para os seus investidores, parceiros, funcionários ou até mesmo uma grande empresa que poderá comprá-lo no futuro.

Requisitos:

Mantenha-o numa página dourada.

Destaque os seus lados positivos, por exemplo:

  • Os benefícios de investir no seu negócio
  • Como o seu negócio pode melhorar a qualidade de vida de uma pessoa

Declare o seguinte, escrevendo apenas uma frase para cada:

MISSÃO

Descreve a sua ideia de negócio e por que a sua empresa existe. Veja o caso da IKEA, por exemplo:

“Oferecer uma ampla gama de produtos de mobiliário doméstico funcionais e bem projetados a preços tão baixos que o maior número possível de pessoas poderá comprá-los.”

VISÃO

Mostra de que forma a sua empresa contribuirá para o mundo e para as pessoas Por exemplo, a IKEA:

“Criar um dia-a-dia melhor para as pessoas.”

VALOR

Aqui, concentre-se nas ações da sua missão e visão e descreva como elas causarão impacto, como a IKEA o faz:

“Liderar pelo exemplo, força de vontade e humildade, diferenciação, desejo de inovação e criatividade, entusiasmo e união e consciência de custo.”

Dica extra:

Não dê muito, mas provoque algum interesse. Além disso, comunique de forma simples e em termos leigos.

2) Descrição do negócio

Para quê?

Para apresentar os detalhes do seu negócio e descrever a sua finalidade.

Requisitos:

  • O que?
    • O nome da sua empresa, localização e marca
  • Por que você está começando um negócio?
    • Escreva as razões como uma história. A sua história.
    • Explique o seu propósito, missão e valor com mais detalhes.
  • Como você vai ganhar dinheiro?
    • Apresente o seu modelo de negócios descrevendo como a sua empresa ganha dinheiro especificamente.
    • Nomeie o seu público alvo
    • Dê uma visão geral na situação atual do mercado
    • Mostre que produtos ou serviços você fornecerá, como você os entregará e quanto custarão
  • Mencione os seus objetivos descrevendo brevemente:
    • Onde você se vê em 3-5 anos. Por exemplo: Em 3 anos pretendemos abrir outra filial em uma cidade maior.
    • Sua estratégia de saída: se você quiser vender o seu negócio, descreva como você conseguiria isso.

3) Organização e gestão

Cultura é quem você é. Marca é o que você é.

Michael Chernow (A Loja de Almôndegas)

Para quê?

Para apresentar os pontos fortes de todas as pessoas envolvidas no seu negócio. Esses pontos fortes refletem idealmente os seus valores fundamentais, missão e lemas. No fundo, lembre-se que os recursos humanos têm um papel fundamental para que os investidores emprestem o seu dinheiro.

Requisitos:

  • Estrutura de negócios

Explique a sua estrutura de negócios e propriedade. Você está compartilhando a sua empresa ou é uma start-up? Defina a estrutura legal do seu negócio, por exemplo, é uma sociedade de responsabilidade limitada (LLC) ou grupo holding?

  • Apresente todos os funcionários

Isso inclui todos os envolvidos, mas também aqueles que você terceiriza. Anote os nomes, funções, experiências e habilidades de todos os participantes e inclua currículos de pessoas-chave (não importa se são acionistas ou não). Exiba também a sua hierarquia num organograma.

Organograma de um restaurante

Exemplo de organograma de um restaurante

Dica extra:

Alimente a cultura da sua empresa, pois a sua equipa deve estar em primeiro lugar. Quando ela está por trás de sua missão e, portanto, totalmente motivada, as pessoas de fora (clientes e recém-chegados) sentirão isso imediatamente e estarão mais propensas a fazer negócios com você.

4) Análise de mercado

Para quê?

42% das empresas dos EUA falham devido à falta de demanda do mercado (CB Insights, 2019)! O que isso nos mostra? Que, tal como você usa o Google Maps para tentar encontrar o caminho mais rápido para a estação e não perder o último trem, um mapa da topografia do mercado irá guiá-lo sobre o que fazer e o que não fazer. Dessa forma, você e quem ler o seu plano de negócios saberá onde o seu negócio se encaixa.

Exemplo de uma topografia de mercado

Topografia do mercado de uma cervejaria e sorveteria

Requisitos:

Crie um guia da topografia de mercado respondendo a estas perguntas:

Quem é o seu público-alvo ou persona do comprador?

Exemplo de persona

Exemplo de persona

Quem são os seus concorrentes?

  • Defina quem são
  • Descreva o que eles estão fazendo e como eles resolvem o mesmo problema que você está tentando resolver
  • Encontre o que você faria melhor

Qual é o meu posicionamento?

Você pode precisar justificar a sua escolha de local como, por exemplo, se acontecer de você ser outro salão de beleza perto de um cabeleireiro existente na rua principal. Defina o seu ritmo virtual também. Por exemplo, se você tiver um programa de treino online, usará o YouTube e/ou criará um aplicativo?

Dica extra:

Não se limite a copiar: concentre-se naquilo em que o seu negócio é diferente.

5) Marketing e Vendas

O Marketing envolve muitas tentativas.

Robin& Jesper (instrutores mais vendidos)

A estratégia de marketing e vendas deve ser simples e clara

Para quê?

Com base na sua análise de mercado, este capítulo dirá:

  • Como você vai se posicionar no mercado
  • Como você irá alcançar os seus clientes para mantê-los

Requisitos:

Acima de tudo, explique e descreva os 7 P’s:

PRODUTO

Descreva o seu produto e o que ele faz. Liste:

  • as principais características;
  • quais são os benefícios reais que farão com que alguém escolha seu produto em detrimento de um de seus concorrentes;
  • que problemas o seu produto irá resolver para os potenciais clientes;

Se você oferece muitos produtos ou serviços, divida-os em categorias e descreva-os aqui.

Mencione também se a sua ideia é patenteada e se você tem uma marca registrada ou outra propriedade intelectual para a proteger.

PREÇO

Uma vez apresentado o valor do seu produto ou serviço, fica mais fácil justificar os seus preços. Por isso, explique qual será a modalidade (por exemplo, taxa fixa ou assinatura) e se o preço cobrirá todos os seus custos (da produção à entrega).

Quantas vendas (por linha de produto ou unidade) você fará com o seu produto ou serviço nos próximos meses? Caso o seu negócio já esteja funcionando há alguns meses, mostre também aqui o seu progresso na forma de um gráfico de previsão de vendas. Continue a acompanhar essas vendas.

Gráfico de previsão de vendas

Gráfico de previsão de vendas. No eixo y está o número de produtos, no eixo x o tempo, a linha tracejada mostra as vendas previstas.

PROMOÇÃO

Como você vai promover o seu produto ou serviço? Que canais, métodos e ferramentas você usará, tanto offline como online?

LOCAL

Certifique-se de que está na área de fornecimento do seu mercado e descreva em detalhes como você irá distribuir os seus produtos para os seus clientes. Por exemplo, serão compras on-line apenas com pontos de entrega e retirada, ou você também venderá numa loja numa rua comercial?

EMBALAGEM

Desempacotar faz parte da experiência do cliente, por isso torne esse momento tão agradável quanto esticar as pernas no sofá.

Tenha em atenção que as embalagens ecologicamente sustentáveis são um ótimo conceito, mas não são necessariamente convenientes: o equilíbrio entre transporte seguro e sem acidentes e embalagens ecológicas ainda requer melhorias.

POSICIONAMENTO

Como você irá posicionar o seu produto ou serviço na mente dos clientes? Aqui é crucial conhecer o estado de conscientização dos seus clientes, por exemplo, se eles são:

  • Inconscientes (precisam do seu serviço ou produto, portanto não buscam uma solução)
  • Conscientes do problema (sabem que têm um problema e estão à procura de uma solução)
  • Conscientes da solução (sabem que existem soluções, mas não que você oferece uma)
  • Conscientes do produto (sabem que existem soluções e que você oferece uma, mas não têm certeza se é a correta)
  • Mais conscientes ou conscientes da marca (sabem exatamente onde encontrar a sua solução e não procuram mais. Por exemplo, aqueles que são viciados em Apple dificilmente mudariam para um smartphone Samsung).
PESSOAS

A sua estratégia de marketing e marca devem ir ao encontro do seu público-alvo. Lembre-se: as pessoas compram de outras pessoas.

Além disso, forneça uma visão de como você vê a sua empresa se adaptando a mudanças (súbitas) no mercado. Por exemplo, se o número de concorrentes está a aumentar no mercado e você precisa expandir seu público-alvo, como irá fazê-lo? A ideia aqui é permanecer flexível e fomentar a inovação.

Dica extra:

Uma coleira guarda-chuva é uma ideia de negócio maluca
  • Não tenha medo de ter ideias malucas, como a coleira de guarda-chuva para cães.
  • Entenda os seus clientes. Conheça bem a sua equipe e treine-a para que todos estejam na mesma página na hora de falar com os clientes. Você pode encontrar mais dicas sobre como tratar seus clientes aqui.

6) Finanças e gestão de risco

Para quê?

29% das empresas dos EUA falham por falta de finanças (CB Insights, 2019)! Uma visão geral financeira é fundamental para a sua sobrevivência e garante que a sua empresa seja tributada corretamente. Os investidores querem saber o quão lucrativo é um negócio, por isso os seus números serão a prova.

Requisitos:

  • Explique quanto dinheiro o negócio exige
    • Anote todos os seus gastos com o negócio (equipamentos, funcionários, aluguel, programas, pessoas terceirizadas)
  • Vendas
    • Anote todos os seus lucros de vendas (sem o frete)
  • Em que período é necessário o financiamento?
  • Para que você irá usar o financiamento?
  • Resuma as premissas feitas para este plano de negócios. Mencione os riscos e os seus impactos e, se estiver disposto a aceitar o risco, como mitigá-lo ou compartilhá-lo. Explique quanto dinheiro o negócio exige.

Documentos a adicionar:

Balanço patrimonial
Ilustração de um balanço patrimonial

Ilustração de um balanço patrimonial. O total de ativos é igual a passivos mais ações. As ações são calculadas subtraindo os passivos do total de ativos.

O balanço patrimonial mostra os seus ativos totais (passivos mais ações). Passivos são o que você deve legalmente a alguém. Ações é algo que você deve parcialmente a alguém. Imagine que alguém dirige um Audi cabriolet vintage dos anos 90 no valor de 38.000 USD, mas pagou por ele com um empréstimo de 20.000. Aqui, a diferença é de 18.000 USD em patrimônio (ou pensamentos menos dolorosos). Uma maneira detalhada de calcular o seu balanço seria com o Excel. Para uma visão rápida, as calculadoras de balanço são úteis.

Declaração de fluxo de caixa

Resume toda a quantidade de dinheiro que entra e sai da empresa numa tabela. Isso abrange todas as despesas em detalhe. O Microsoft Office fornece modelos para declaração de fluxo de caixa.

Demonstração de lucros e perdas

Também conhecido como demonstração de resultados, resume as suas receitas, despesas, lucros e perdas ao longo de um determinado período de tempo. Ele tem a mesma função da declaração de fluxo de caixa, pois informa se você está ganhando algum dinheiro e se pode gerenciar as suas despesas (mas apenas as despesas operacionais, sem os empréstimos ou faturas de cartão de crédito). Os modelos podem ser encontrados aqui.

Defina meses para o ponto de equilíbrio
Gráfico que representa o ponto de equilíbrio

Exemplo de um gráfico de um ponto de equilíbrio

Trata-se do momento em que o seu negócio não está mais dando prejuízo e, portanto, mostra aos investidores o quão valioso é o seu negócio. Não adianta investir num negócio que terá mais de 1 ano de prejuízos antes de dar lucro, certo? Para calcular este ponto, existem vários métodos online. Este artigo explica como você pode fazer isso no Excel.

Dicas extra:

1) Os investidores não irão financiá-lo se você não tiver investido:
  • É mais provável investirem quando outros já investiram.
  • Mais dificilmente irão investir se o balanço patrimonial não estiver claro ou a empresa não for solvente.

O que eles querem?

  • Saber se o financiamento é usado para recompensar os acionistas
  • Ver um crescimento sustentável do negócio
  • Saber como será o plano de saída em potencial
  • Ver um plano de negócios bem construído
2) Visão geral de empréstimos comerciais populares nos EUA
3) Acompanhe todas as receitas e despesas e peça ajuda de um contador

Feito é melhor que perfeito!

Nick Amstrong (Marketing WFT)

Você está a pensar “isto é muito trabalho”? Lembre-se que o modelo de plano de negócios facilitará o começo e, assim que tiver o seu plano de negócios, facilmente pode alterá-lo se houver uma recessão, se você introduzir um novo produto ou adquirir novos clientes.

Você está planejando criar seu próprio site? Experimente este guia passo a passo.